SIMULADOR
Lupa
PT
\
EN
\
FR
\
DE
Lupa

PRIMEIRA PEDRA - FONTAINE

PRIMEIRA PEDRA É UM PROGRAMA DE PESQUISA EXPERIMENTAL, DE ÂMBITO INTERNACIONAL, SOBRE AS POTENCIALIDADES DE UTILIZAÇÃO DA PEDRA PORTUGUESA, ALICERÇADO NAS SUAS PROPRIEDADES MATERIAIS E CARACTERÍSTICAS DISTINTIVAS.

O programa concilia indústria e design através do desenvolvimento de novas aplicações da pedra portuguesa, sensibilizando para as suas especificidades e para a indústria que lhe está associada, num cluster que reúne mais de 1500 empresas, extractivas e transformadoras.

No centro da PRIMEIRA PEDRA estão diversos arquitetos e designers de produto ou gráficos, bem como outros protagonistas do território da criação cultural, nacionais e internacionais, convidados a desenvolver trabalhos que enfatizam não só o material em bruto e processado mas também o próprio local da sua extracção, as pedreiras, a sua envolvente sócio-cultural e o seu papel na paisagem e no ambiente.

Com uma duração de 18 meses, este programa baseia-se numa campanha de comunicação internacional que destaca as especificidades da pedra portuguesa, a sua indústria e os vários projectos de pesquisa que serão realizados.

Neste sentido, PRIMEIRA PEDRA integra 3 grandes projetos de pesquisa e desenvolvimento – RESISTANCE, STILL MOTION e COMMON SENSE – que serão apresentados internacionalmente em diversas ações de contacto com o grande público, no decorrer do projeto até final de Outubro de 2017, em Veneza, Londres, Milão, Nova Iorque, Basileia e Dubai.

Sob o tema 'Common Sense', esta apresentação internacional está focada na área do design de produto, onde um grupo de 7 designers/estúdios – 5 internacionais e 2 portugueses – foram convidados a trabalhar sobre ideias de objetos e utensílios do quotidiano do século XXI, que explorem o potencial da pedra portuguesa. Resulta de um processo de aprofundamento dos temas vindos da relação entre o design e os materiais naturais e o seu papel na sociedade contemporânea. O desafio colocado aos designers convidados implica a exploração das características físico-mecânicas das pedras portuguesas na conceção dos seus projetos. Os mármores e calcários selecionados têm propriedades e comportamentos próprios, devido à sua composição e origem geológica específicas. Estas qualidades são ainda associadas à sua beleza e coloração particulares, constituindo um dos pontos de partida do desafio lançado, ou seja, o de utilizar a personalidade do material como factor diferenciador no projeto. O desafio apela também a um raciocínio sobre a ideia de senso comum e de simplicidade, algo que às vezes se perde em tempos de grandes avanços tecnológicos e de complexidade formal e funcional.

A Airemármores irá realizar a peça Fontaine by Ronan & Erwan Bouroullec, para apresentar na fase, Common Sense em Agosto de 2017 em São Paulo Brasil.

Fontaine , 2017

Fontaine é uma fonte de água concebida para uso público ou doméstico. A sua construção modular permite a configuração de fontes de diferentes tamanhos, que transportam a materialidade da água para ambientes exteriores ou interiores. É uma ligeira corrente, um riacho quase, que joga com o som e movimento, como se fosse um espaço de recreio, onde galhos e papéis dobrados se podem transformar em barcos.
Dando continuidade ao seu interesse pela intersecção entre o natural e a criação humana, o atelier optou por explorar a combinação da pedra com a água. Neste projecto, isto reflecte-se através do mármore cortado de forma precisa por computador e a água em fluxo livre.
Cada módulo tem 1,5 m de comprimento e é feito de Mármore Rosa, um material seleccionado pela sua coloração rica e natureza robusta.
A fonte é alimentada por uma pequena torneira de metal, a água percorre pela pedra e pode ser bombeada de volta para a torneira.

Ronan & Erwan Bouroullec
FR

Ronan Bouroullec (n.1971) e Erwan Bouroullec (n.1976) trabalham juntos há cerca de 20 anos. A sua colaboração é um diálogo permanente, que se alimenta das suas personalidades distintas e da partilha das noções de rigor, no objectivo de alcançar um maior equilíbrio e excelência. O seu trabalho abrange vários campos, desde o design de pequenos objectos, como jóias, a dispositivos espaciais e arquitectura, da manufactura à escala industrial, do desenho ao vídeo e fotografia. Colaboraram com algumas das mais importantes empresas de design internacionais como Vitra, Artek, Magis, Alessi, Established & Sons, Galerie kreo, Axor Hansgrohe, Flos, Kvadrat, Kartell, Kettal, Iittala, Cappellini, Ligne Roset, Nani Marquina, Mattiazzi, Mutina ou Hay. O design da dupla Bouroullec tem feito parte de reconhecidos museus internacionais, em colecções permanentes e exposições dos trabalhos, como o Design Museum, Londres; o Museum of Contemporary Art, Los Angeles; o Centre Pompidou Metz; o Museum of Contemporary Art, Chicago; o Musée des Arts Décoratifs de Paris; o Vitra Design Museum ou o FRAC Bretanha. Actualmente, o estúdio situa-se em Paris e integra cerca de 8 pessoas.

Dimensões máximas 8000 x 200 x 450 mm
Pedra Mármore Rosa sem Veios
Extração Ezequiel Francisco Alves
Produção Airemármores


NewsletterNEWSLETTER
Copyright © Airemármores 2017 Desenvolvimento e Design : iconO2